Dee Snider – Sick Mutha F**kers Live in the USA

earMUSIC/Shinigami | Nacional | 2018

Foto: Divulgação

Dee Snider – Sick Mutha F**kers Live in the USA

Por Daniel Dutra | Fotos: Divulgação

“This is not Twisted Sister. This is Dee fucking Snider with some sick mutha fuckers on stage”, brada Dee Snider logo depois de Stay Hungry, terceira música do CD, antes de dar um esporro em quem colocou uma cerveja no palco. “Do you know what I do for a living? I don’t sing for a rock’n’roll band. I’m not a frontman in a rock’n’roll band. I kick fucking ass. That’s what I do!” Sim, é exatamente o que o vocalista sempre fez, e Sick Mutha F**kers Live in the USA é um belo exemplo. Dá para sentir a energia que sai das caixas de som – energia que ganhou cores no DVD Deevision (2002), mas essa é outra história, porque isso aqui já é bom demais para quem não tem o Twisted Forever, disco lançado sob a alcunha de Dee Snider’s S.M.F’s em 1997.

Sim, Sick Mutha F**kers Live in the USA é uma reedição do CD lançado há pouco mais de 20 anos – está fora de catálogo, diga-se, mas por um punhado a mais de dólares ainda é possível achar uma cópia usada na internet. Enfim, depois do discurso descrito acima, Snider continua chutando bundas com uma baita versão de Destroyer. Ele e uma banda afiada, formada pelos guitarristas Derek Tailer (desde 2002 no Overkill) e Keith Alexander, o baixista Spike e o batera Charlie Mills. E o mais interessante do trabalho é que se trata de um registro bruto e sem produção (apenas mixagem das faixas), ou seja, sem overdubs, o que dá para sacar na performance do próprio vocalista.

Sabe quando você não para de correr e bater cabeça, então acaba comendo aquela última sílaba da palavra ou mesmo a última palavra da frase? Pois é, e isso é ótimo. Não esqueçamos que Snider canta para caramba, mas o que sempre esperamos dele é uma entrega absoluta no palco, porque ficamos mal acostumados. O CD começa com What You Don’t Know (Sure Can Hurt You), uma das melhores músicas para abrir show que existem por aí, e logo em seguida, sem respirar, Snider mostra o cartão de visitas: “Are you ready to kick some ass? We are the sick mutha fuckers!”. Vem The Kids Are Back, vem Stay Hungry, vem Destroyer, e você já se encontra empolgadíssima com a sequência inicial de clássicos – o repertório é inteiro do Twisted Sister.


“Este é o nosso primeiro hit”, diz Snider para anunciar I Am (I’m Me), e sem sair de cima a banda emenda o hino You Can’t Stop Rock ‘n’ Roll. Hora de respirar, e o vocalista traz à tona Beavis & Butt-Head ao fazer paródia com uma das célebres frases do primeiro personagem (“I am Cornholio! I need some T.P. for my bunghole!”) antes de um dos momentos mais legais: o medley com alguns exemplares do subestimado Come Out and Play (1985). Tem a faixa-título, I Believe in Rock ‘n’ Roll, Be Chrool to Your Scuel e, felizmente, Leader of the Pack (encurtada para The Pack no track list), cover do The Shangri-Las que é uma das músicas mais deliciosamente sem vergonhas gravadas pelo Twisted Sister. Outro resgate bem legal é Wake Up (The Sleeping Giant), canção de Love is for Suckers (1987) que ganhou um belo ‘punch’ ao vivo – bom, até Hot Love ganharia uma pegada extra ao vivo.

E a festa continua com as sempre ótimas We’re Gonna Make it, Shoot ‘Em Down e Under the Blade – “A primeira canção que compus”, lembra Snider – até terminar de maneira tradicional, com S.M.F.. Mas, acredite, elas não são os principais destaques da segunda metade do CD. I Wanna Rock é um rolo compressor de tamanho porte que dá para visualizar o vocalista ensandecido no palco, graças à gravação nua e crua; Burn in Hell reforça um dos melhores refrãos do heavy metal; We’re Not Gonna Take it, que entra emendada em Under the Blade, e o joga contra a parede; e The Price… Bem, Snider fala da importância da power ballad em sua carreira (é a única música com letra no encarte original, de 1997), a plateia canta o início, ele solta um “You’re making me smile again”, e o fã brasileiro pode se lembrar da antológica primeira vez do Twisted Sister no Brasil, em 2009, no extinto Via Funchal, em São Paulo. Aí é só ouvir Sick Mutha F**kers Live in the USA novamente, mais uma vez, de novo…

Faixas
1. What You Don’t Know (Sure Can Hurt You)
2. The Kids Are Back
3. Stay Hungry
4. Destroyer
5. I Am (I’m Me)
6. You Can’t Stop Rock ‘n’ Roll
7. Medley: Come Out and Play/The Pack/I Believe in Rock ‘n’ Roll/Be Chrool to Your Scuel
8. We’re Gonna Make it
9. I Wanna Rock
10. Wake Up (The Sleeping Giant)
11. Burn in Hell
12. Shoot ‘Em Down
13. Under the Blade
14. We’re Gonna Take it
15. The Price
16. S.M.F.

Banda
Dee Snider – vocal
Keith Alexander – guitarra
Derek Tailer – guitarra
Spike – baixo
Charlie Mills – bateria

Lançamento: 05/10/2018

Mixagem: Danny Stanton

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *